As moedas, documentos da história e marcas do poder

A numismática (do grego noúmisma) é a ciência que estuda e descreve as moedas, medalhas e similares, sob o ponto de vista histórico, artístico e econômico.

As moedas documentam os diversos aspectos da sua concepção, utilização e mensagens históricas. Sua cunhagem corresponde, desde a antiguidade, a um ato político, imediatamente relacionado com a autoridade e o direito de soberania. Já no século VII, em sua obra Etimologias, Santo Isidoro destacava elementos essenciais inerentes à moeda: a matéria (metal), a Lei (segundo as regras do direito determinado pelo poder público e em concordância com as magistraturas instituídas), e a forma (aspecto, tipo e epígrafes desse mesmo poder).

 

Com efeito, desde que os governantes chamaram a si o lavramento da moeda, compete à autoridade pública garantir o respectivo valor pela incisão de uma matriz no metal, e fixar a quantidade de numerário a ser posta em circulação. A garantia teria por primeiro objetivo gerar a confiança, estatuto indispensável à sua aceitação pela coletividade e para que se cumprisse o seu papel econômico e social. A sucessão de gerações históricas nos legou marcas indeléveis do seu quotidiano, um patrimônio inestimável que oferece um quadro informativo abrangente das ações, reações, sensibilidades e capacidades, reflexos dos poderes instituídos, espelhos das artes imaginadas e economias praticadas e, como tal, inequivocáveis definidores de culturas.

 

Entre a multiplicidade de testemunhos identificados contam-se as moedas, quer consideradas individualmente, quer como agentes coletivos com funções bem definidas na vivência e convivência, internas e externas, da sociedade. A possibilitar um acervo informativo específico, amplo e tão relevante, complementando outras documentações disponíveis, surge a Numismática, seja como colecionismo culto, seja sob seu aspecto histórico-científico, ambos interligados pelo mesmo sujeito.

 

A numismática nos ajuda a compreender o mundo em que vivemos, relatando com o auxílio da geografia, mitologia, arqueologia, paleografia e heráldica, a história de uma civilização, de uma nação ou de uma era. São documentos históricos, e/ou artísticos, as variações das ligas metálicas, a difusão territorial, a introdução de novos valores monetários e as inscrições gravadas por soberanos.

 

Todos estes elementos reunidos nos possibilitam compreender melhor a história de uma época.Sob o ponto de vista histórico, a moeda é um reflexo material da política e da ideologia da autoridade que a emite. Através das imagens que contém são, muitas vezes, a única recordação de um evento.